132 anos da abolição da escravatura e as igrejas evangélicas brasileiras

O Brasil completou, em 13 de maio de 2020, 132 anos da abolição da escravatura. Por mais de três séculos, o negro escravizado impulsionou a economia e serviu de base à pirâmide social brasileira.

Assinado em 13 de maio de 1888 pela regente do trono, Princesa Isabel, o projeto transformou-se na Lei Áurea. Entretanto, ao contrário do que se esperava, a abolição não significou a emancipação efetiva da população escravizada.

Nestes 132 anos da abolição da escravatura as igrejas evangélicas brasileiras continuam com seu silêncio covarde e pecaminoso. Agindo como na parábola do bom samaritano narrada por Jesus nos evangelhos: passando de largo diante das questões dos negros e das negras.

No geral, os protestantes não tiveram um papel relevante na abolição da escravatura. Também nunca defenderam oficialmente sua posição em relação à escravidão no Brasil.





Segue vários artigos sobre abolição da escravatura e a escravidão negra, com a participação e cumplicidade das igrejas evangélicas brasileiras:

(Visited 51 times, 1 visits today)
Compartilhe Afrokut
  • 32
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  
  •  Yum
  •  
  •  
  •  
  •  
    32
    Shares