Cuidado Ancestral e Biologia Quântica

A “alma” clama por pertencimento, por ordem e por equilíbrio e aquilo que chamamos de “culto aos antepassados” é o reconhecimento de todas as pessoas que viveram e tiveram parte em nosso sistema familiar.

Para mim pessoalmente está longe de ser uma crença sobrenatural ou um esoterismo, mas a constatação de uma ciência dos fenômenos com informações concretas, já que o campo morfogenético de um ser humano é composto pelo que foi vivido e experimentado pelos seus antepassados.

Por mais incrível que possa parecer, a biologia quântica pode hoje sustentar que esse campo influencia a formação de moléculas, pessoas, famílias, comunidades, sociedades e mesmo galáxias.

Limitações pessoais, financeiras, familiares, relacionais e profissionais são não raro resultados de comportamentos ancestrais e sociais. Ou seja, não havia nada de supersticioso nas práticas africanas de veneração e cuidado ancestral.

Por Felipe Káyòdé  – Psicanalista, Colunista na Revista Quilombo, Doutorado em Antropologia da Religião na instituição de ensino École Doctorale de Théologie et Sciences Religieuses Strasbourg

(Visited 5 times, 1 visits today)
Compartilhe nas suas Redes Sociais:
0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *