Minhas palavras no Dia da Consciência Negra!

Por Dirceu Lima Jr.

Um adorável cão foi morto no Carrefour, gerou comoção nacional, revolta, protestos, o Facebook recebeu uma enxurrada de fotos, textões e lamentações, Agataha uma menina preta morta pela policia, passou batido.

Miguel, um garotinho preto caiu de um prédio após deixado sozinho no elevador pela patroa de sua mãe que a obrigou a trabalhar em plena quarentena, não deu em nada.

Um músico preto, foi fuzilado com 80 tiros de fuzil dentro do seu carro, diante da família, por um soldado do Estado financiado pelos seus impostos para protegê-lo. O tribunal Militar absolveu assassino, o Brasil se calou!

Ontem um homem negro foi espancado até a morte dentro do Carrefour, e agora? Até quando?

O Genocídio Negro, que virou um livro do saudoso e ilustre Abdias Nascimento agora é uma rotina midiática, que gera audiência na sociedade do espetáculo seguida de um silêncio ensurdecedor!

Se o racismo aumenta no Brasil, a culpa é de nós pretos!
Enquanto a Djamila aciona o Negrômetro contra a Letícia Parks, enquanto porteiros de Wakanda atacam mestiços em grupos de Facebook sobre quem é mais preto ou quem tem mais lugar de fala, enquanto pretos só pensam em azaração em páginas de beleza preta, enquanto pretos se mimetizam para serem integrados a sociedade branca, grupos de supremacistas, neo nazistas e todo tipo de violência racial crescem no Brasil!

Nessa tragédia de país, somos a maioria, nossos ancestrais levantaram os alicerces do Brasil com sangue, suor e suas vidas, humilhados, torturados, estuprados e assassinados, e o que lhes devolvemos?

Discursos Identitários resumidos a notas de repúdio em contraste com as revoltas nas Senzalas, nenhuma cobrança do judiciário para a execução da Lei 10.639, o Movimento Negro lutando para preto aparecer na mídia enquanto os mesmos desaparecem nas comunidades, exterminados pela polícia.

O Movimento Negro no Brasil se resume a intelectuais, burocratas, acadêmicos mais preocupados com lacração, aparecer na TV, ganhar likes e dinheiro no YouTube do que com o enfrentamento direto ao racismo, enquanto o Capitão do Mato de estimação do Bolsonaro, Sergio Camargo, samba na nossa cara e destrói a Fundação Palmares!

Eis a razão pela qual me afastei de coletivos e grupos de intelectualidade preta, muita fala muito ego inflamado e nenhuma ação concreta, mesmo tendo as redes sociais a disposição.

Somos 55% da população brasileira, nos EUA, os pretos são uma pequena minoria de 13% que jamais abaixou a cabeça para o racismo, pelo contrário, partem para o enfrentamento como o ocorrido em Los Angeles em 1992 após o júri absolver 3 policiais brancos e um hispânico pelo linchamento de um motorista preto, Rodney King abordado por exceder a velocidade, o povo foi para as ruas!

Em Maio deste ano , após George Floyd ser morto por asfixia por um policial branco, a população preta tomou as ruas lançado base para o Movimento Black Lives Matter, que gerou protestos na Inglaterra, Alemanha e demais países da Europa.

No Brasil, o segundo país mais preto depois da Nigéria não houve nada de concreto a não ser lacração dos pavões midiáticos! Afinal aqui o presidente da República comparou os pretos a animais que pesam arrobas num evento na Hebraica, que pertence a um grupo de pessoas que foi quase exterminado pelos nazistas, o que o Movimento Negro fez? NADA! Ele foi absolvido pelo STF, o que o Movimento Negro fez? NADA!

Em contraste com isso, nos EUA, foi fundado o NFAC, um grupo paramilitar de pretos que hoje preenche o vácuo deixado pelos Panteras Negras, que marcham até os redutos de supremacistas da Ku Kux Klan.

Aqui no Brasil, os pretos só saem as ruas para o Carnaval , só se unem em Escolas de Samba e só protestam em alegorias enquanto no cotidiano da vida real os racistas sambam em nossas caras, matam nossos irmãos e a reação vem apenas com nota de repúdio!

Racismo se previne com educação nas escolas e se combate com o confrontamento físico, com racistas não há diálogo e nem debate, há embate, e não se trata de violência, mas de auto defesa, como pregava Malcolm X.

O Dia da Consciência Negra vai além da reflexão sobre papel e a inserção do preto na Sociedade Brasileira, significa a conscientização de que temos que irmos para as ruas, nos organizar, reagir, defender os nossos, afinal Zumbi dos Palmares não recebia os escravocratas com Flores, mas com o combate mesmo isso tendo lhe custado a própria vida!

Autor: Dirceu Lima Junior

(Visited 13 times, 1 visits today)
Compartilhe Afrokut
  • 7
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  
  •  Yum
  •  
  •  
  •  
  •  
    7
    Shares