O Yoga para o Homem Negro

Em um artigo no Site Afropunk, intitulado “Auto Cuidado Radical: Cura de Homem Negro“, a professora de yoga espiritual e meditação Satya, aponta que o mundo moderno sistematicamente desumaniza os negros como vilões e que as conversas de cura omitem os homens negros. A professora afirma que a masculinidade negra não é tóxica e a energia feminina e masculina é o que equilibra o mundo. E como cura para o homem negro ela propõe  o Yoga e a Meditação, afirmando que a ioga é uma ciência e uma filosofia destinada a curar a mente, o corpo e o espírito.

“Os homens negros sempre foram curadores, espiritualistas, iogues, líderes e construíram impérios ao longo da história. Há milhares de homens negros em todo o mundo retomando suas narrativas e proporcionando experiências positivas e edificantes para si e para os outros”, afirma Satya.

Seguindo nesta perspectiva, penso que, o Yoga e a Meditação seriam uma excelente ferramenta de cura para os homens negros brasileiros. Já postamos aqui no Afrokut um artigo sobre O que é Yoga Kemética, abordando essa filosofia de vida que é uma prática baseada nos sistemas keméticos de autodesenvolvimento.

A fim de inspirar mais homens negros a tirar proveito dessas práticas de cura, vamos apresentar aqui uma lista, da professora Satya, com vários empreendedores negros que praticam e trabalham com yoga e estão fazendo impactos positivos através do yoga, cura e meditação. Ela conversou com esses empreendedores incríveis para compartilhar suas perspectivas de visibilidade como negros e destacar seu excelente trabalho dentro da ioga e da cura:

Brandon Copeland é o criador do Trap Yoga, modelo da NIKE YOGA, ele também é dono de uma empresa de Yoga chamada Khepera Wellness.

Brandon Copeland

Yoga e meditação me lembram que eu sou uma pessoa multifacetada capaz de sentir uma série de coisas. Eu sou capaz de ver o meu lugar na sociedade e tomar decisões inteligentes para melhorar a vida da minha família e comunidade. Representação de homens negros praticando bem-estar é importante porque os homens negros precisam de redução de ansiedade auto conduzida e mais práticas de bem-estar. As estatísticas que cercam o encarceramento, a morte e a doença dos homens negros são alarmantes.

Keith Mitchell é um ex-jogador de futebol da NFL All-Pro que se tornou celebridade internacionalmente famoso como Yogi & Entrepreneur.

A queixa geral nos relacionamentos é que os homens não se comunicam. Existem tantos relacionamentos entre homens e pais em que o pai é o autoritário ou provedor de seu filho, mas ele tende a não ter a capacidade de estender um simples “eu te amo”, ou “estou orgulhoso de você”. ‘ Isso geralmente deixa os machos feridos e constantemente buscando aceitação. Este homem ferido cresce com inseguranças, introversão e muita raiva, mas isso não tem que ser o caso. É por isso que me concentro nos aspectos mentais ou meditativos da ioga, porque nos ajuda a lidar com os aspectos epigenéticos que, ao contrário de outros em nossa sociedade, nossa cultura foi forçada a superar. É por isso que é muito legal ser capaz de traduzir yoga e meditação para o homem negro de modo que ele se conecte especificamente a ele e sua experiência no planeta.

A ndrew Sealy é o CEO do Eat Thrive Yoga, um aplicativo que ajuda as pessoas a aprofundarem sua prática de yoga, aprender sobre alimentação saudável e inspira as pessoas a viver uma vida saudável!

Agora, mais do que nunca, é essencial que os homens negros estejam cientes dos benefícios da ioga e da meditação. Essas práticas conscientes estimulam um senso mais profundo de autoconsciência e proporcionam ótimas maneiras de lidar com o estresse.

Descobri que práticas como ioga e meditação trouxeram uma visão mais clara de como posso me alinhar com meu propósito. Além disso, yoga e meditação são como eu lidar com as exigências de ser um homem negro consciente em uma América branca.

Mario Austin é o fundador da MARIO OM , uma empresa de ioga que oferece uma variedade de serviços, como sessões de ioga em grupo / privado, eventos de ioga e aconselhamento.

Representação de homens negros praticando yoga e meditação é importante, porque a nossa comunidade precisa de mais imagens e conversas sobre saúde mental. Em muitos casos, homens negros são ensinados a serem protetores e símbolos de força na comunidade negra. No entanto, quando se transformam em masculinidade, muitos homens negros têm uma sólida parede não emocional que não deixa espaço para exibir e compartilhar emoções.

Kamean Daniels é o fundador e CEO da Kemetic Yogi , uma empresa de bem-estar dedicada a curar homens e mulheres em todo o mundo.

Quando iniciei minha jornada de Yoga há quinze anos, quase não vi nenhuma representação negra na comunidade do Yoga. Com o passar do tempo, finalmente comecei a ver mais e mais mulheres negras sendo representadas. No entanto, até hoje, é um desafio encontrar iogues machos negros representados na mídia ou em revistas. Esta exclusão levanta uma bandeira vermelha porque está longe da verdade! Nas minhas viagens ao redor do mundo, eu descobri tantos outros negros como eu encontrando o caminho de volta para um estilo de vida de Yoga. Na verdade, se você for nas redes sociais, poderá encontrar milhares de Yogis negros como eu, que não estão apenas fazendo yoga e meditação, mas também criando espaços na forma de retiros, workshops e eventos ao redor do mundo! Com todos esses homens negros fazendo Yoga, seria necessário perguntar: por que não estamos sendo adequadamente representados na mídia? É porque o mesmo sistema de supremacia branca que criou o estresse masculino negro projetado para esmagar, quebrar, enfraquecer e destruir o homem negro é, em última instância, a mesma mídia na qual esperamos ser representados.

Adric Samuel é o fundador da Huda Guru, uma empresa de yoga que presta serviços para escritórios de Centros Sênior, Escolas e Fisioterapia.

Acredito que é importante ver homens negros praticando ioga, porque os da diáspora africana sofreram traumas em vários níveis. Esses traumas resultaram em nos direcionar nossa energia para vícios como beber. Se tivéssemos melhores saídas para situações mentais, emocionais e físicas, estaríamos mais bem preparados para lidar com estressores da vida quando surgissem. Desde que incorporei yoga e meditação em minha vida, minhas reações e respostas a situações se tornaram mais equilibradas. Eu quero dizer aos homens negros: Não bata na ioga antes de experimentá-la.

Ahmed é o fundador da Ahmed The Yogi , uma empresa de yoga que hospeda retiros, workshops e eventos em todo o mundo.

PRECISAMOS de yoga e meditação nas nossas comunidades. Com todo o caos acontecendo na vida, o foco que vem através da prática ajuda a trazer equilíbrio e um senso de centro de dentro. A melhor parte sobre yoga e meditação é que você pode fazer isso em qualquer lugar e a qualquer hora! É minha convicção que os homens negros permanecem omitidos das discussões sobre yoga e meditação, porque a mídia gosta de mostrar os homens negros sob uma luz negativa. À medida que continuamos a ser uma força em nossas comunidades, não haverá outra opção para colocar os homens negros na frente de onde pertencemos. Yoga e Meditação transformaram minha vida, ajudando a encontrar o verdadeiro foco e equilíbrio.

Danny Fluker Jr é fundador e CEO da Black Boys OM , uma organização sem fins lucrativos dedicada a curar meninos e homens negros através da prática de yoga e meditação.

É importante para os Black Boys e os Black Men verem-se representados em espaços onde a ioga e a meditação são facilitadas, porque esclarecem a realidade de que estas práticas de bem-estar são para eles também. A acessibilidade procede à representação. As narrativas que cercam a ioga no Ocidente ainda pertencem em grande parte às mulheres brancas, de modo que pode haver uma razão para a exclusão dos homens negros. Nós estamos aqui fora. Eu acabei de fazer uma busca no google por homens negros nas notícias, e os resultados geraram uma mescla de projetos de planos de mídia, para câncer de próstata, homicídios locais. Bem-estar tem sondado um meio para uma conexão mais profunda comigo e minha relação com a minha realidade e existência.

Por Hernani Francisco da Silva – Do Afrokut

Com informações e imagens  do Afropunk

Satya, uma líder global de bem-estar, professora de yoga espiritual e meditação, e fundadora de Retiros de Cura Feminina, o primeiro retiro de bem-estar para mulheres negras.

Comentários do Facebook
(Visited 323 times, 1 visits today)