“Hair Love“, Melhor curta-metragem de animação no Oscar 2020

Premiado melhor curta de animação, filme levou representatividade e enalteceu o amor próprio pelo cabelo crespo na cerimônia mais importante de Hollywood. Para receber o prêmio, subiram ao palco Matthew Cherry e e Karen Rupert Toliver, codiretores do filme.

“Fizemos esse filme porque queríamos ter mais representatividade nas animações e normalizar o cabelo afro”, disse Karen durante seu discurso.

O curta Hair Love, nasceu de uma vaquinha online. Em 2018, Cherry divulgou o financiamento coletivo do projeto e a prévia do roteiro, que foi suficiente para alçar a produção a um sucesso instantâneo: com a meta inicial de arrecadar 75 mil dólares, a produção ultrapassou os 200 mil dólares e foi abarcada pela Sony Pictures Animation.

O filme é inspirado no livro homônimo escrito por Cherry. Ele conta que teve a iniciativa por sentir falta de representatividade de famílias negras em projetos de animação mainstream e para promover o amor próprio pelo cabelo crespo entre homens e mulheres negras. Segundo a assessoria do diretor, o livro “Hair love” já tem editora no Brasil e será lançado neste ano.

“O projeto promove o amor ao cabelo natural, para que meninas e meninos negros se orgulhem dele. Grandes animações não abordam dinâmicas de famílias negras, não existe esta representatividade. Espero que possamos mudar isso”, afirmou Matthew.

Do Afrokut


24 negros vencedores do Oscar

(Visited 17 times, 1 visits today)